sábado, 3 de janeiro de 2015

EPIFANIA DO SENHOR


LITURGIA - LEITURAS: http://liturgiadiaria.cnbb.org.br/

Epifania do Senhor - Reflexão

Adorar significa reconhecer que não somos nada, mas que Deus, em nós, é tudo!
”Quando entraram na casa, viram o menino com Maria, sua mãe. Ajoelharam-se diante dele, e o adoraram” (Mateus 2, 11).
Nós hoje celebramos a Epifania do Senhor, para alguns a Festa de Reis, pois celebramos o dia em que aqueles três magos do Oriente saíram e foram ao encontro do Senhor. Foram até Jerusalém, queriam saber quem era o Messias, ou melhor, quem era o Rei dos judeus que acabara de nascer.
O que buscavam aqueles magos? O que buscavam aqueles três homens guiados por uma estrela? Eles buscavam o Rei! Eles buscavam uma luz, eles buscavam uma direção! O fato de eles serem magos nos dá a certeza de que eles eram investigadores, de que eles estudavam, e estudavam muito para conhecer os segredos da Terra, do mar e de todas as coisas. Alguns hoje continuam estes estudos por intermédio da astrologia; e também de outras coisas que não levam a nada, pois algumas pessoas acreditam em horóscopo, algumas pessoas querem saber a sua sorte com a ajuda do zodíaco. Tudo erro, tudo fantasia!
Os magos do Oriente, hoje, nos mostram que é preciso deixar para trás tudo aquilo que é engano e ilusão. E seguir uma única Estrela que há no céu, nos apontando que só existe apenas uma Luz que nos pode salvar. Herodes tentou atrapalhar o caminho desses homens, Herodes tentou atrapalhar o caminho da humanidade ao fingir que, falsamente, iria adorar o Senhor. Mas esses três homens chegaram e encontraram o Menino Jesus deitado em uma manjedoura, com Seu pai e com Sua mãe. Ao virem o Senhor os três reis magos O contemplaram, prostraram-se diante d’Ele e O adoraram .
Quando nós adoramos verdadeiramente a alguém, no sentido pleno e profundo da palavra, significa que não há outro, que não existe outro, somente este é Deus e Senhor, somente Ele merece adoração e prostração; somente Ele nos dá a vida, salvação e libertação. Toda a ciência que estes magos conheciam, naquele momento encontra o sentido pleno na Pessoa de um Menino a quem eles adoram.
O ato de adorar é o gesto místico e religioso mais profundo que existe. Adorar é reconhecer a nossa pequenez, que não somos nada e que o Senhor é tudo! Adorar significa reconhecer a grandeza de Deus e a nossa pequenez. Adorar significa reconhecer que não somos nada, mas que Deus, em nós, é tudo!
Só aqueles que têm humildade de coração, só aqueles que realmente encontram em Deus o refúgio para suas vidas, e que reconhecem n’Ele o Senhor e o Salvador, é que podem adorá-Lo em espírito e verdade. São esses os adoradores pelos quais o Pai procura. E além de Maria e José e os pastores, naquele momento começam a chegar os primeiros adoradores do Senhor: estes três homens que se prostram diante do Senhor para reconhecê-Lo.
Eu e você precisamos ser adoradores somente do Senhor! É hora de abandonarmos ídolos, cultos a pessoas, ídolos do futebol, do rock, da música, ídolos de qualquer espécie! É hora de abandonarmos as fantasias que se criaram em nós por meio de astrologia, de falsas ciências, de falsas filosofias e reconhecer que somente Jesus Cristo é o Senhor da nossa vida.
Adorado, glorificado e exaltado seja o Senhor nosso Deus! Adorado seja o Menino Jesus, Aquele que nasceu para ser o nosso Salvador! O Salvador de toda a humanidade!
Que Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.https://www.facebook.com/rogeraraujo.cn

sábado, 20 de setembro de 2014

Consagração a Santa Terezinha do Menino Jesus

PROGRAMAÇÃO DO FESTEJO DE SANTA TEREZINHA 2014

TEMA: “SANTA TEREZINHA, DISCÍPULA DO AMOR, A SERVIÇO DA DIGNIDADE HUMANA”.
LEMA: “NO CORAÇÃO DA IGREJA, MINHA MÃE, SEREI O AMOR”.
Dias 1º a 19: Visita das Imagens de Santa Terezinha às famílias. (Pré-Festejo)
Dia 20: 17h30 Missa de Santa Terezinha (Espiritualidade do Festejo)

Dia 21: 8h Missa de Acolhida das Imagens Peregrinas de Santa Terezinha.

PROGRAMAÇÃO DIÁRIA DO NOVENÁRIO:
18h - Terço
19h - Novena das Rosas
19h30 - Missa
21h - Atração Cultural

Dia 22 SEGUNDA: NOITE DE ABERTURA DO NOVENÁRIO
6h30 Missa de Alvorada com Café da Manhã
Noitantes e Convidados: As Comunidades da Paróquia, os Devotos e todo o Povo de Deus.
Atração Cultural: Roberto Ricci

Dia 23 TERÇA: NOITE DAS FAMÍLIAS
9h Visita da Imagem ao CAPS Filipinho.
Noitantes: Pastoral Familiar, Pastoral da Sobriedade e Comunidade Nossa Senhora da Vitória (Outeiro da Cruz).
Convidados: Pastoral Familiar Paroquial, Rua Silva Jardim (Rua 08), Rua Antônio Farina (Rua 09), CAPS, E.C.C. e as Famílias.
Atração Cultural: SHOW DE CALOUROS (Acima dos 10 anos)

Dia 24 QUARTA: NOITE MARIANA E DA FORANIA SÃO JUDAS TADEU
7h30 Missa da Visitação da Imagem de Santa Terezinha ao CAISI
Noitantes: Legião de Maria, Pastoral da Criança e Comunidade Nossa Senhora de Fátima (Redenção).
Convidados: Praesidiuns da Legião de Maria da Paróquia, Paróquias da Forania São Judas Tadeu, Grupos da Mãe Peregrina de Schoentatt, CAISI, Rua Celso Magalhães (Rua 02), Rua Nova e Vila Filipinho.
Atração Cultural: Show Prata da Casa

Dia 25 QUINTA: NOITE EUCARÍSTICA
Noitantes: Devocionário de Santa Terezinha, Ministros da Eucaristia e Comunidade Santo Antônio (Barés).
Convidados: Ministros da Eucaristia da Paróquia, CEM Filipinho, Rua Salvador de Oliveira, Comunidade Shallon, Casas de Apoio e Rua Martins Hoyer.
Atração Cultural: Dorinha

Dia 26 SEXTA: NOITE DA MISERICÓRDIA
16h30 Adoração ao Santíssimo Sacramento (Centros do Apostolado da Oração da Paróquia).
Noitantes: Apostolado da Oração, Movimento Eucarístico Jovem e Comunidade Nossa Senhora da Penha (Sacavém).
Convidados: Centros do Apostolado da Oração da Paróquia, Pastoral do Idoso da Penha, Residencial Arco Verde, Rua José Barreto (Rua03), Rua Urbano Santos (Rua 10) e Pastoral do Batismo Paroquial.
Atração Cultural: Serra

Dia 27 SÁBADO: NOITE DA PARTILHA
9h Missa da Saúde (Ministros da Eucaristia da Paróquia)
Noitantes: Pastoral do Dízimo e Vila Mariana.
Convidados: Dizimistas, Pastoral do Dízimo Paroquial, Residencial ECO FILIPINHO, Comerciantes, Rua Viana Vaz (Rua 11) e Rua 12.
Atração Cultural: Alen e Irmão Antônio

Dia 28 DOMINGO: NOITE DA CATEQUESE
8h Missa e Batizados
15h Missa das Crianças (Catequese Paroquial)
Noitantes: Coroinhas, Catequese, Pastoral da Comunicação.
Convidados: As Crianças, Catequese Paroquial, Coroinhas da Paróquia, Os Feirantes, Rua Barão do Rio Branco e Rua Anápolis.
Atração Cultural: Ivan

Dia 29 SEGUNDA: NOITE VOCACIONAL
Noitantes: Terço dos Homens, Irmãs de São José, Irmãs Farina, Diáconos e Equipe Vocacional Paroquial.
Convidados: Terço dos Homens da Paróquia, Seminário Dom Oscar Romero (Balsas), Seminário Dom Pascásio (Bacabal), Seminário Arquidiocesano São João Maria Vianney (São Luis), Rua Antônio Lopes e Rua Arthur Azevedo (Rua 01).
Atração Cultural: SHOW DE CALOUROS (Até 12 anos)

Dia 30 TERÇA: NOITE DA JUVENTUDE
Noitantes: JOSEC, Comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Coroado) e Patrimônio e Eventos.
Convidados: A Juventude, Grupos de Jovens da Paróquia, Avenida João Pessoa, E.J.C., Rua Vespasiano Ramos (Rua 13), Casas de Lanches e Trailers.
Atração Cultural: Grupo de Jovens do Coroado

Dia 1º de OUTUBRO: FESTA DE SANTA TEREZINHA.
6h30 Missa de Alvorada
15h Terço Meditado da Vida de Santa Terezinha
18h Procissão
19h Missa de Encerramento do Festejo
21h Atração Cultural: Roberto Ricci



Dia 2 QUINTA: 17h30 MISSA DE ENTREGA DAS ROSAS DE SANTA TEREZINHA.

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Encontro de Comunicação


A Comissão para Comunicação Social da Arquidiocese de São Luís está procurando articular a Comunicação à luz do Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil nas paróquias, novas comunidades e movimentos, visando melhorar a dinâmica da comunicação enquanto meio e processos. O projeto objetiva também implantar uma rede colaborativa de comunicação para favorecer a comunhão e a informação entre o bispo, os presbíteros, os diáconos, consagrados e todos os leigos da arquidiocese.
O Papa João Paulo II publicou, em 1990, a Carta Encíclica Redemptoris missio. A publicação não era totalmente destinada a abordar as questões referentes aos meios de comunicação, porém o pontífice apresenta a Comunicação como um novo areópago, como uma nova possibilidade para a evangelização.
O primeiro areópago dos tempos modernos é o mundo das comunicações, que está a unificar a humanidade, transformando-a — como se costuma dizer — na “aldeia global”. Os meios de comunicação social alcançaram tamanha importância que são para muitos o principal instrumento de informação e formação, de guia e inspiração dos comportamentos individuais, familiares e sociais (JOÃO PAULO II, 1990).
É neste sentido que a Comissão para a Pastoral da Comunicação em sintonia com as Diretrizes da     Igreja no Brasil, pretende dinamizar a comunicação feita com inspiração católica na arquidiocese. Tudo para que os agentes envolvidos se motivem cada vez mais para essa missão tão específica na Igreja. Além, de despertar a novação de novos comunicadores para que se comprometam com o anúncio da Boa Nova de Jesus Cristo a todos com a comunicação. 
Se observarmos com atenção percebemos que a comunicação feita com inspiração católica tem apresentado grandes avanços nos últimos anos, seja pela grande quantidade de Pastorais da Comunicação, quanto pelas diversas iniciativas de comunicação das novas comunicada e movimentos da Igreja.  
A proposta da Comissão para a Pastoral da Comunicação é articular e integrar a comunicação na Arquidiocese de São Luís, afim de que todos possam interagir e compartilhar experiências e informações. Tornando nossa Igreja mais dinâmica e participativa. Para isso convidamos as pessoas que já integram a PASCOM e todos os interessados em saber um pouco mais sobre a COMUNICAÇÃO na nossa Igreja para participar deste Encontro. Dia 17/08, das 8h às 11h30, na Igreja Santa Terezinha, Filipinho, iniciando com a Santa Missa. Encontro para as Foranias Nossa Senhora da Conceição e São Judas Tadeu.
OBJETIVOS
Articular e animar a Comunicação na Arquidiocese de São Luís para fortalecer a comunhão, o diálogo e o serviço dos agentes de comunicação;
Implantar entre as paróquias, novas comunidades e movimentos da arquidiocese uma rede de comunicação para ampliar a interação e o compartilhamento de informações;
Elabora em conjunto com todas as iniciativas de comunicação um Projeto de Comunicação amplo para a arquidiocese;
Apresentar o Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil, como um documento fundamental na organização e na ação pastoral no campo da comunicação.
CALENDÁRIO PARA O MÊS DE AGOSTO
DIA 02 DE AGOSTO - Forania Nossa Senhora da Vitória e Forania Anjo da Guarda
15h – Paróquia São Pantaleão (Centro)
DIA 09 DE AGOSTO - Forania São Luís Rei de França
15h – Paróquia São Francisco (São Francisco)
DIA 16 DE AGOSTO - Novas Comunidades e Movimentos
9h – Centro de Evangelização da Comunidade Católica Shalom (Cohajap)
DIA 17 DE AGOSTO - Forania Nossa Senhora da Conceição e Forania São Judas Tadeu
9h – Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus (Filipinho)
DIA 22 DE AGOSTO - Forania São José de Ribamar
19h – Santuário São José de Ribamar (Ribamar)
DIA 23 DE AGOSTO - Forania Nossa Senhora de Nazaré e Forania São Francisco e Santa Clara
15h – Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Cohab)
DIA 30 DE AGOSTO - Forania São Cristovão
15h – Paróquia Santíssima Trindade (Cidade Olímpica)
DIA 31 DE AGOSTO - Forania São Benedito

9h – Paróquia Nossa Senhora do Rosário e São Benedito (Rosário)

AGENDA PAROQUIAL - 11 a 17/08

PARÓQUIA SANTA TEREZINHA
AGENDA PAROQUIAL
11 a 17/08/2014
Dias 11 a 15: 19h30 - A Pastoral Familiar de nossa Paróquia estará fazendo os encontros da Semana Nacional da Família nas casas (Hora da Família).
Dia 13: 12h - Missa em Devoção a Nossa Senhora de Fátima, na Comunidade Nª Srª de Fátima, Redenção.
Dia 14: 19h30 - Missa de Envio dos jovens da Paróquia que irão para a Romaria da Juventude em Balsas, na Comunidade Nª Srª de Fátima, Redenção.
Dia 15: 20h30 - Saída do ônibus que levará os nossos jovens para a Romaria da Juventude em Balsas. O ponto de encontro será no largo da Igreja de Santa Terezinha - Filipinho.
Dias 15 a 17: Assembleia Regional dos Diáconos Permanentes em Caxias -MA.
Dias 16 e 17: 8ª Romaria da Juventude, Regional Nordeste V, em Balsas – MA.
Dia 16: 7h30 - II Romaria Arquidiocesana dos Coroinhas em São José de Ribamar.
Dia 16: 17h30 - Missa em Ação de Graças pelas Vocações Religiosas na Matriz.
Dia 16: 19h30 - Encerramento Paroquial da Semana Nacional da Família na Comunidade Nª Srª da Vitória, Outeiro da Cruz.
Dia 16: 19h30 - Formação Paroquial dos Ministros da Eucaristia, na Matriz.
Dia 16: 19h - Show Vocacional na Paróquia da Glória.
Dia 17: 8h - IV Gincana Vocacional da Paróquia Santa Terezinha no Convento das Irmãs de São José, Filipinho.
Dia 17: Aniversário da Legião de Maria da Redenção.
Dia 17: 8h - ‘Encontro de Comunicação’, na Matriz.

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

AGENDA PAROQUIAL - 04 a 10/08

PARÓQUIA SANTA TEREZINHA
AGENDA PAROQUIAL
04 a 10/08/2014

Dia 4: 19h30 - Encontro de Preparação para a Romaria da Juventude, na Igreja Nossa Senhora da Vitória, Outeiro da Cruz.
Dias 5,6 e 7: 19h30 - Preparação de Pais e Padrinhos para o Sacramento do Batismo, na Matriz (Igreja Santa Terezinha, Filipinho)
Dia 5: 19h30 - Encontro de Preparação para a Romaria da Juventude, na Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Coroado.
Dia 6: 19h30 - Encontro de Preparação da Romaria da Juventude, na Igreja Nossa Senhora da Penha, Sacavém.

Dia 7: 19h30 - Conselho Paroquial.
Dia 7: 19h30 - Formação Litúrgica Paroquial, na Matriz.
Dia 8: 19h30 - Jantar dos Pais, na Matriz.
Dia 8: Entrega das Inscrições para a Gincana Vocacional.
Dia 9: 15h - Abertura da Semana Nacional da Família, no Outeiro da Cruz.
Dia 9: 16h - Reunião da Equipe de Preparação dos 10 anos da Paróquia, no Outeiro da Cruz.
Dia 9: 17h30 - Missa Paroquial dos Coroinhas, na Matriz.
Dia 9: 19h30 - Formação Paroquial do Terço dos Homens, na Matriz.
Dia 10: 8h - Dia dos Pais e Acolhida da Imagem de São José de Ribamar, na Matriz.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Mês Missionário da Pastoral do Dízimo

A Paróquia Santa Terezinha, Filipinho, realizou durante o mês de julho o MÊS MISSIONÁRIO DO DÍZIMO. A programação foi iniciada no dia 05 com a missa na Comunidade de Nossa Senhora da Vitória, no Outeiro da Cruz, onde os grupos de missionários visitaram as casas da comunidade em missão e convidaram para participar da missa no fim de semana seguinte. 
No dia 06 foram celebradas missas na Comunidade de Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, no Coroado, às 10 horas, e às 19 horas na Comunidade Santo Antônio, no Barés. Dia 13 foi celebrada missa na Comunidade de Nossa Senhora de Fátima, na Redenção. No dia 20 a missa foi na Comunidade Matriz, Santa Terezinha, às 8 horas da manhã. No dia 27 foi celebrada a missa de encerramento do mês missionário na comunidade de Nossa Senhora da Penha, no Sacavém.
O MÊS MISSIONÁRIO teve participação ativa de todas as nossas Comunidades, nosso agradecimento a Deus em primeiro lugar, ao nosso Pároco Padre Everaldo, a todos os operadores da Pastoral do Dízimo e a todos e dizimistas e leigos que contribuíram para o sucesso deste mês missionário. Muito obrigado. Deus abençoe a todos.
“Dízimo é partilha do coração, do trabalho, dos ideais e dos bens. Dízimo é fonte de bênçãos e elo de comunhão na comunidade.”
Geraldo Costa -
Coordenador Paroquial da Pastoral do Dízimo na Paróquia Santa Terezinha e Coordenador Arquidiocesano da Pastoral do Dízimo na Arquidiocese de São Luís

AGENDA PAROQUIAL - 31/07 a 03/08

PARÓQUIA SANTA TEREZINHA
AGENDA PAROQUIAL
31/07 a 03/08/2014


Dia 31/07: 19h30 - Reunião com a Comunidade Nossa Senhora da Vitória -Outeiro da Cruz.
Dia 01/08: Primeira Sexta-Feira do Mês: Sagrado Coração de Jesus.
Dias 02 e 03/08: Final de Semana Paroquial de Oração pelas Vocações.
Dias 02 e 03/08: Bazar da Solidariedade, na Matriz.
Dia 02/08: 9h - Missa de Acampamento com Jovens no Farina.
Dia 02/08: 16h - Reunião em Preparação do Festejo de Santa Terezinha 2014.
Dia 02/08: 17h30 - Missa de Abertura do Mês Vocacional a nível arquidiocesano, na Igreja de Santa Terezinha-Filipinho.
Dia 03/08: 8h - Encontro Paroquial dos Catequistas, iniciando com a Missa.
Dia 03/08: 17h - Encerramento do Festejo de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro- Coroado.

domingo, 20 de julho de 2014

Parabéns Padre João Filho

Parabenizamos o Padre João Filho, pelo dom da sua vida e por sua vocação! Damos graças a Deus por este servo tão especial!
- Pe. João Filho, desejamo-lhe muita felicidade, que a alegria do Cristo Jesus permaneça contigo, o Espírito Santo sempre o conduza e o ilumine. Que Santa Terezinha, a amiga dos sacerdotes, interceda sempre por ti. Parabéns!!!!
Pe. João Filho, Reitor do Seminário de Balsas/Ma, Dom Oscar Romero, e Vigário da Paróquia Santa Terezinha (Filipinho-São Luís/Ma).
21/07 – Aniversário de Vida
27/07 – Aniversário de Ordenação Sacerdotal

quinta-feira, 17 de julho de 2014

10º Encontrão Arquidiocesano dos Coroinhas

Arquidiocese de São Luís
Articulação Arquidiocesana dos Coroinhas

Seguir Jesus é comprometer-se com a vida, sobretudo a vida em comunidade. A todos o Senhor ama, chama e envia!
Com o chamado do ser coroinha não é diferente.
Somos convidados, diariamente, a ajudar nossa amada Igreja a expandir o amor de Deus pela humanidade.
Diante da vocação do coroinha, bem como sua importância para a Igreja de Cristo, a Articulação Arquidiocesana dos Coroinhas convida todas as pessoas que exercem esse ministério do coroinha, com verdadeiro amor, para celebrar o significado de sua vocação e do seu serviço a Deus e ao próximo com a realização do 10º Encontrão Arquidiocesano dos Coroinhas, cujo tema é COROINHA: VOCAÇÃO, SERVIÇO, DOAÇÃO.
Venha refletir conosco a importância da verdadeira doação cristã para a edificação do Reino entre nós. Agradecemos ao Divino Mestre, por sermos coroinhas, servindo à Sua Igreja com humildade e assumindo a vocação que Ele mesmo nos chamou.
“O SENHOR ME CHAMOU: COROINHA SOU!”
Contamos com sua presença no dia 17 de Agosto de 2014 (domingo) para florir este encontro festivo. É só conferir a programação!

Não esqueça: a vocação do coroinha é vivenciada dentro do seio da comunidade. Paz e bem!
PROGRAMAÇÃO
HORÁRIOS
ATIVIDADES
8h
Acolhida e Terço
8h30
Adoração ao Santíssimo
9h
Santa Missa
10h30
Lanche
11h
Reflexão sobre o tema do encontro
12h
Almoço
13h
Gincana
14h45
Avisos, Premiação, Oração Final
15h
Louvor
16h
Encerramento

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Mês Missionário da Pastoral do Dízimo da Paróquia Santa Terezinha – 2014

A Pastoral do Dízimo da Paróquia Santa Terezinha, Filipinho, realizará nos dias 30/06 a 27/07 o MÊS MISSIONÁRIO DA PASTORAL DO DÍZIMO.
Tema:  "DÍZIMO, EXPRESSÃO DE UMA IGREJA QUE SE RENOVA".
Subtema:  "SOU CRISTÃO, SOU CATÓLICO, SOU DIZIMISTA?
Serão realizadas visitas aos moradores das comunidades que fazem parte da Paróquia e Celebrações Eucarísticas encerrando as visitas.
Para isso a Pastoral conta com a colaboração de todos, dos agentes da pastoral, dos paroquianos que serão visitados e demais dizimistas. Pedimos que os acolham e os ouçam. Será um importante momento para a nossa Paróquia.
PROGRAMAÇÃO:
30/06 a 04/07- Visita missionária aos moradores do Outeiro da Cruz.
05/07/2014 - Missa na Comunidade Nossa Senhora da Vitória, Outeiro da Cruz, às 19h30.
30/06 a 04/07 - Visita missionária aos moradores do Coroado.
06/07/2014 - Missa na Comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Coroado, às 10h.
30/06 a 04/07 - Visita missionária aos moradores do Barés.
06/07 - Missa na Comunidade Santo Antônio, Barés, às 19h.
07 à 11/07 - Visita missionária aos moradores da Redenção.
13/07 - Missa na Comunidade Nossa Senhora de Fátima, Redenção, às 07h.
14 à 18/07 - Visita missionária aos moradores do Filipinho e Sítio Leal.
20/07 - Missa na Comunidade Santa Terezinha (Matriz), Filipinho, às 08h.
21 à 25/07 - Visita missionária aos moradores do Sacavém.

27/07 - Missa na Comunidade Nossa Senhora da Penha, Sacavém, às 17h.

domingo, 29 de junho de 2014

REFLEXÃO DOMINICAL - SOLENIDADE DE SÃO PEDRO E SÃO PAULO


SOLENIDADE DE SÃO PEDRO E SÃO PAULO - ANO A - 29/06/2014
Celebramos neste domingo, a Solenidade dos Apóstolos Pedro e Paulo. Os dois são conhecidos como as Colunas da Igreja, as Pedras Fundamentais da fé cristã. Não que os dois tenham tido a pretensão de serem as pedras onde a Igreja está edificada, mas por meio do testemunho de suas vidas mostraram ser o Senhor Jesus a rocha inabalável onde colocaram suas esperanças. Na verdade, celebrar neste dia a vida destes dois santos escolhidos de Deus é fazer memória de duas dimensões fundamentais de nossa Igreja: a dimensão da proclamação da verdadeira fé e a missão de anunciar e viver esta mesma fé. Dois homens tão diferentes, mas ao mesmo tempo marcados e unidos pelo mesmo amor a Jesus Cristo. Vejamos como cada um deles nos ajudam a compreender essas duas dimensões de nossa Igreja, pois celebrar São Pedro e São Paulo é celebrar a própria Igreja fundada sobre o alicerce dos apóstolos.
Pedro, junto aos outros discípulos, responde ao questionamento de Jesus com a maior de todas as proclamações de fé do evangelho de Mateus: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”. Tantas eram as concepções com relação à pessoa de Jesus e em meio a elas, com segurança, ele proclama a que dará segurança verdadeira a toda a comunidade eclesial. Pedro assim o faz não pela força humana, mas por meio da revelação do próprio Deus; torna-se pedra porque descobriu onde alicerçar o sentido de sua vida. Chama atenção neste episódio do evangelho, como a fé proclamada pelo apóstolo está intimamente associada ao ser pedra, ao construir, ao vencer as forças do inferno, ao ligar e desligar e primeiramente ao ser feliz, “feliz és tu Simão”. Não podemos nunca separar a fé que professamos das responsabilidades que dela proclamam.
“Levanta-te depressa!” Somente uma fé viva, que nasce do coração do Pai é capaz de acreditar nessas palavras. A prisão na qual estava preso, por mandato de Herodes, era grandiosamente segura: duas guardas e um portão de ferro; preso entre dois soldados e amarrado a algemas, tendo também seguranças na porta da cadeia. Como escapar de tão segura prisão? Para os que confiam unicamente nas forças humanas, poderiam prontamente dizer que esta é uma missão impossível. Mas como sabemos, “para Deus nada é impossível”. Sua fé o faz agir na certeza de que o poder do inferno nunca irá prevalecer sobre a Igreja; e ele é Igreja, está em comunhão com Ela, pois “enquanto Pedro era mantido na prisão, a Igreja rezava continuamente a Deus por ele”. Somente por meio de uma fé viva e verdadeira, poderemos contemplar o impossível de Deus em nossas vidas que nasce de sua ação em comunhão com a docilidade de espírito do coração humano. O tocar o ombro é de Deus, pra mostrar que está ao nosso lado, o levantar-se é nosso.
Paulo é o apóstolo da missão, fundador e animador de comunidades. Em seu testemunho como coluna, vemos a dimensão da Igreja missionária que vai aos quatro cantos da terra levando a Palavra de Deus. Assim ele mesmo diz na segunda leitura de hoje: “Mas o Senhor esteve a meu lado e me deu forças, ele fez com que a mensagem fosse anunciada por mim integralmente”. Ele como missionário leva em seu coração uma esperança que lhe dá a certeza de ter combatido um bom combati e ter para si reservado a coroa da justiça. O que chama atenção na vida deste apóstolo, como também na de Pedro, é que ambos tiveram em suas vidas um encontro transformador com Jesus, cada um a seu modo. Paulo descobre sua profunda cegueira no caminho de Damasco, acolhendo para sempre em sua vida a luz do Cristo Ressuscitado, a luz da fé que guiará a sua missão como apóstolo dos gentios. Mesmo estando associado a seu apostolado a missão, sempre é bom lembrar nele não houve nenhuma separação entre a fé e a missão. O que ele anuncia é fruto do encontro com Cristo de onde brotou a sua fé. Não foram poucas as vezes em que Paulo, pela sua fé e esperança, nos Atos dos Apóstolos experimentou a ação do poder de Deus o libertando dos poderes do inferno.

Que o testemunho e a intercessão de tão grandes testemunhas, nos ajude a vivenciar em nossas comunidades duas importantes realidades que os seus exemplos nos trazem: o respeito à riqueza da diversidade e a construção da comunhão eclesial. Que belo testemunho seremos para o mundo se soubermos vivenciá-los! Da solenidade de hoje, devemos sair com esta grande certeza: nenhuma corrente, tribulação, perseguição ou mal que nos queira afastar do amor de Cristo é capaz de se sobrepor ao seu poder. Levemos em nossos corações esta certeza como fruto da solenidade que hoje celebramos. Que o nosso Bom Deus abençoe copiosamente a todos, não nos esquecendo de ajudar com a nossa oferta para a COLETA DO ÓBOLO DE SÃO PEDRO, realizada em todas as Igrejas Católicas espalhadas pelo mundo.
Fraternalmente, 
Padre Everaldo Araújo - Paróquia Santa Terezinha

segunda-feira, 23 de junho de 2014

AGENDA PAROQUIAL - 23 a 29/06

PARÓQUIA SANTA TEREZINHA
AGENDA PAROQUIAL
23 a 29/06/2014


Dias 23 a 26: Tríduo do Sagrado Coração de Jesus no Coroado.
Dias 24 a 26: 16h - Tríduo do Sagrado Coração de Jesus no Barés.
Dias 24 a 27: Tríduo do Sagrado Coração de Jesus na Matriz.
Dia 24: 19h30 - Reunião Paroquial da Pastoral Familiar no Coroado.
Dia 26: 6h30 - Missa de Encerramento do Tríduo do Sagrado Coração de Jesus no Coroado.
Dia 26: 19h30 - Reunião em Preparação dos 10 anos da Paróquia Santa Terezinha.
Dia 27: 8h - Missa de Renovação da Consagração das Irmãs Farina aos Sagrados Corações, na Matriz.
Dia 27: 17h30 - Missa Paroquial do Sagrado Coração de Jesus. (16h30 Adoração ao Santíssimo).
Dia 27: 19h - Arraial da Comunidade do Coroado
Dia 28: 10h - Reunião Paroquial com os Representantes dos Grupos de Jovens na Matriz.
Dia 28: 19h - Arraial da Comunidade Nossa Senhora Penha no Sacavém.
Dia 29: COLETA ÓBOLO DE SÃO PEDRO.

domingo, 22 de junho de 2014

REFLEXÃO DOMINICAL - 12º DOMINGO DO TEMPO COMUM

12º DOMINGO DO TEMPO COMUM
“MISSÃO É ANTES TUDO, GRAÇA E DOM DE DEUS”
Este trecho do Evangelho de Mateus é conhecido como discurso missionário, quando Jesus passa aos discípulos as recomendações que devem orientar a ação dos missionários do Reino. Ao percorrer cidades e povoados, proclamando a Boa Nova do Reino de Deus e ao ver a multidão, Jesus sente compaixão; a missão surge da compaixão de seu coração de diante de um povo que precisa ser liberto. Com isso, envia os doze com as orientações que tem seu início com estas palavras: “A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Pedi, pois, ao Senhor da colheita que envie trabalhadores para sua colheita”. O Senhor envia para missão, mas antes de enviar coloca o pedido como condição primária e indispensável, pois a missão é antes de tudo graça e dom de Deus.
A missão de anunciar o Reino, e libertar, em nome deste mesmo Reino não é fácil. Muitas dificuldades poderão levar os discípulos ao desânimo, por isso, nestes oito versículos, Jesus diz por três vezes: “Não tenhais medo!” Sendo assim, procura levar os discípulos a uma profunda confiança Naquele que os está enviando, fazendo com que não busquem na força humana a razão e sentido de sua missão. São palavras de conforto, pois muitos desanimam por achar que, por estarem servindo ao Senhor na missão estão imunes às dificuldades e perseguições. O ‘não tenhais medo’ dito por Jesus conduz o coração dos enviados ao essencial da confiança na misa1aqsão. Somos enviados a todos. Diante de todos os desafios da missão hoje o Senhor continua a nos dizer: Não tenhais medo!
Tudo o que podemos compreender como força e sentido da vida, quando falamos em relações humanas é tirado da vida do profeta Jeremias em meio a tantas perseguições: os homens e os amigos o caluniam, procurando encontrar alguma falha em suas ações. Ser perseguido pelos inimigos talvez não nos cause tamanha estranheza, mas sofrer calunia dos que temos por amigos, isso nos faz sofrer muito. “Ó Senhor dos exércitos, que provas os homens e vês os sentimentos do coração”, ressalta o profeta, mostrando o quanto essas situações nos ajudam a descobrir o essencial de nossa vida. A certeza de que o Senhor está ao seu lado lhe dá força e faz brotar de seus lábios louvores de agradecimento a Deus. Precisamos urgentemente rogar aos céus que nos conceda este “zelo abrasador” que todo missionário e profeta devem possuir. Abrasados por este zelo seremos capazes de vencer os grandes desafios da missão.
Este é um zelo que nos impele até mesmo a louvar o Senhor em meio às tribulações, como o salmista, homem de zelo e abrasado pelo amor de Deus, que não vê o desprezo dos amigos e familiares como maldição. Ele chama este tempo de “tempo favorável”. É alguém que continuamente procura o Senhor, o que lhe da certeza no caminho. O coração dos que confiam plenamente em Deus renova-se continuamente, mesmo em meio às provações e perseguições. Os que são enviados em missão devem sempre reconhecer que a obra não é dos operários, mas de quem os envia e por isso, a confiança na graça deve ser constante. Não confiamos na lei, mas na graça, no “dom gratuito concedido através de um só homem, Jesus Cristo, que se derramou em abundância sobre todos”. Sejamos, portanto anunciadores da graça e do amor de Deus aos quatro cantos desse mundo.
Fraternalmente,
Padre Everaldo Araújo

Pároco da Paróquia Santa Terezinha 

quinta-feira, 19 de junho de 2014

SOLENIDADE DE CORPUS CHRISTI

SOLENIDADE DE CORPUS CHRISTI
DOM QUE NOS LEVA À COMUNHÃO

“Eu sou o pão vivo descido do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão que eu darei é a minha carne dada para a vida do mundo”. Após a multiplicação dos pães, Jesus profere este discurso sobre o pão da vida. Pão descido do céu, enviado do Pai, para dar vida ao mundo. É o alimento que dá a verdadeira vida aos que dele tomam. Ao escutarmos essas palavras de Jesus, naturalmente somos levados a pensar na presença do mesmo no Sacramento da Eucaristia. Descer do céu, ao ser enviado por Deus, para dar vida ao mundo, também nos conduz ao convite que a Eucaristia nos faz. Ao recebermos o Corpo e Sangue de Cristo na Eucaristia, descobrimos por este alimento verdadeiro, que a vida plena tem sentido quando ela é doada para gerar vida. O dom que recebemos de Deus transforma-se em dom aos outros. Não existe vivência da Eucaristia que nos leve ao isolamento. Toda Eucaristia nos impulsiona aos outros, à doação, a fazer com que o mundo encha-se de vida. Pela Eucaristia, aprendemos constantemente que a verdadeira vida, a vida plena de sentido, é a vida que se reconhece como dom e por isso, se doa. Este é o alimento verdadeiro, pois muitos outros alimentos nos são apresentados pelas estradas da vida.
Moisés, nos apresenta, na primeira leitura, os quarenta anos do povo no deserto como tempo de descobrir a caminhada da vida como dom de Deus. Por duas vezes, ele convida o povo a fazer memória e não esquecer este tempo. Tempo de humilhação, de necessidades, mas também de descobertas sobre o que ter de fato no coração, como essencial na vida. A caminhada no deserto conduz à vida pela liberdade, pois o tempo de escravidão no Egito deixou resquícios no coração do povo que poderiam atrapalhar a implantação do projeto de Deus na terra da promissão. O Senhor nunca deixa de nos conduzir, mas sua pedagogia nos leva ao amadurecimento e fortalecimento na fé. Na falta, na necessidade, descobrimos o essencial da caminhada e este essencial passa pela compreensão da vida como um dom, pois o Senhor os alimentou “com o maná que nem tu nem teus pais conhecíeis, para te mostrar que nem só de pão vive o homem, mas de toda palavra que sai da boca do Senhor”. Não é a necessidade em si que nos faz descobrir o verdadeiro sentido da vida, mas quando descobrimos nestes momentos o quanto a graça de Deus nos auxilia, pois “Foi ele que fez jorrar água para ti da pedra duríssima e te alimentou no deserto com maná, que teus pais não conheciam”. O Senhor nos liberta, nos conduz, nos sustenta, no memorial da Eucaristia atualizamos sempre esta certeza.
O canto do salmista, nos leva à dimensão de ação de graças da vida. Toda a vida é um dom, e o que celebramos na Eucaristia é a vida de Deus em nossas vidas, em nosso caminhar. O salmista convida ao louvor pela paz, pela benção, pela segurança, pelo cuidado, e acima de tudo pela instrução proveniente da palavra e preceitos. Quais os louvores apresentados a Deus, quando com ele nos encontramos na Eucaristia? Pelas palavras do salmo, vislumbramos um olhar capaz de ver toda a realidade como sacramento da bondade de Deus. Este também é um dos dons que recebemos por meio da presença real na Eucaristia: por meio da Ação de Graça, ver o mundo e a vida como uma graça. Isto por que, ninguém que se sente agraciado, fecha-se em si mesmo. O reconhecimento de um dom recebido leva-nos a doação do que somos.
Celebrar a vida como dom, conduz-nos naturalmente a compreensão da vida como comunhão. Comunhão com Jesus, em seu pão partilhado e cálice abençoado, e com os irmãos e irmãs. Por meio desta comunhão, compreendemos melhor o sentido de nosso ser igreja. “A Eucaristia nos faz igreja” é o tema proposta este ano para a Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo por nossa Arquidiocese. Pois como vimos nos Textos Sagrados, o reconhecimento do dom recebido não nos leva ao isolamento, mas à comunhão, à partilha da vida e dos dons e assim formamos a igreja. O dom que nos leva à comunhão!
Que as palavras do Santo Evangelho nos guarde para a vida eterna. Assim seja.
Fraternalmente,

Padre Everaldo Santos Araújo - Pároco da Paróquia Santa Terezinha

segunda-feira, 16 de junho de 2014

I Congresso da Pastoral Familiar da Paróquia Santa Terezinha

A Pastoral Familiar da Paróquia Santa Terezinha realizou neste domingo, 15/06, o I Congresso da Pastoral Familiar, no Instituto Farina, das 8h às 12h, com o objetivo de conhecer um pouco a realidade das famílias em relação à transmissão da fé entre os seus membros e também levar essas famílias a refletirem sobre essa importante missão. Teve como tema “Família transmissora da fé com ousadia e coragem”. O mini congresso teve a participação do palestrante Irany Filho e para a mesa redonda o casal Marcos e Concita, coordenadores arquidiocesanos da Pastoral Familiar. Foi uma manhã de muito diálogo, descobertas e momentos emocionantes. Ao fim do encontro foi celebrada a Missa presidida por Padre Everaldo Araújo, Pároco da Paróquia Santa Terezinha.